IPVA: como pagar parcelado e como funciona o pagamento

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, mais conhecido como IPVA, é um imposto anual pago pelos proprietários de veículos automotores terrestres como automóveis, motocicletas, caminhões e ônibus. Mesmo sendo um imposto anual, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como funciona o pagamento do IPVA e sobre como pagar IPVA parcelado. Por isso, neste artigo vamos te auxiliar a tirar todas as dúvidas sobre este assunto.

Mas antes de saber como parcelar IPVA, você sabe como é calculado o valor do IPVA de um veículo?

O cálculo do valor do IPVA é dividido em duas etapas. O primeiro passo é verificar o valor de mercado do veículo utilizando a tabela FIPE. Após saber o valor, deve-se multiplicá-lo pela alíquota, de acordo com o tipo de veículo:

  • 2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros;

  • 1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;

  • 1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil.

Leia também: Qual o prazo para emplacamento de veículo novo?

Veja a seguir um exemplo de como o IPVA deve ser calculado:

Vamos utilizar como exemplo um carro fabricado em 2018, cujo valor de venda atual baseado na tabela FIPE é de R$ 35.000,00. Nesse caso, deve-se multiplicar 35.000,00 por 0,02 (alíquota de 2%), obtendo o valor final referente ao IPVA 2019.

Quem deve pagar o IPVA?

O IPVA deve ser pago por todos os proprietários de veículos automotores do país, com exceção de quem possui veículos mais antigos, que estão isentos do pagamento do tributo em alguns estados.

A lei também garante o não pagamento da taxa para veículos recuperados de roubo, veículos de valor histórico, veículos com perda total e para taxistas.

A maior parte dos estados brasileiros oferece opções de parcelar IPVA ou efetuar o pagamento em cota única, que é o caso de Santa Catarina. Desta forma, o contribuinte pode escolher a forma de pagamento que melhor se adéqua ao seu orçamento: ou realizar o pagamento a vista ou parcelar IPVA.

Mas, independente da forma de pagamento, é preciso ter cuidado para não atrasar o pagamento do IPVA do seu veículo. A falta de recolhimento do tributo impede o proprietário de licenciar seu carro, o que pode gerar, além de multa e 7 pontos na carteira, a apreensão do veículo. Por isso, é importante entender como funciona o pagamento do IPVA e ficar em dia com todas as obrigações.

Leia também: Como funciona o licenciamento em SC? Veja Todos os detalhes

Como funciona o pagamento do IPVA?

Duas perguntas muito recorrentes: como funciona o pagamento do IPVA e como pagar parcelado? Vamos esclarecer essas dúvidas agora.

A Fazenda permite parcelar o IPVA em três vezes. Nesse caso, o prazo da primeira parcela é o 10º dia dos meses de janeiro, fevereiro e março. Em qualquer uma das modalidades, não há possibilidades de descontos nas parcelas.

Mas, uma outra maneira de parcelar o IPVA é realizando a renovação dos documentos em um despachante. Aqui no Despachante Marcelino, parcelamos todos os débitos do seu veículo em até 12 vezes nos cartões de crédito. Uma ótima forma de parcelar o IPVA e estar em dia com a documentação sem comprometer sua renda logo no início do ano.

Vale dizer também que além de parcelar IPVA, é possível pagar multas e licenciar o veículo com pagamentos realizados através do cartão de crédito. Aqui em nosso escritório, oferecemos a possibilidade de parcelar IPVA e demais débitos em até 12 vezes.

Calendário de pagamento do IPVA 2019 em Santa Catarina:

Quais são as consequências de não pagar o IPVA?

Vimos anteriormente como funciona o pagamento do IPVA e também como parcelar IPVA. Mas, você sabe quais são as consequências de não pagar o imposto? Bem, a questão é que enquanto você não regulariza o pagamento do IPVA atrasado, não pode fazer o licenciamento do veículo. E, quem é pego com o licenciamento irregular, também corre o risco de ter o carro apreendido.

Se o carro for apreendido pela polícia, o prejuízo é grande. Você terá que pagar o IPVA atrasado, os juros e as multas para regularizar a situação e cobrir os gastos dos dias em que o carro ficou parado no pátio do Detran. Se mesmo assim não puder pagar a dívida, seu carro irá para leilão. Por isso, entender como funciona o pagamento do IPVA é fundamental e, em caso de você não ter todo o dinheiro no ato, vale pensar em parcelar IPVA.

EXTRA: Qual a função do IPVA?

O IPVA substituiu a antiga taxa Rodoviária Única (TRU), instituída em 1969 para subsidiar investimentos do governo na área de transportes.

Mas, por ser imposto, deixou de ter sua receita atrelada a uma aplicação específica. Os recursos não se restringem mais ao desenvolvimento do transporte e podem ser gastos com educação, saúde, entre outras áreas de atuação do governo. Metade do valor arrecadado com o IPVA pertence ao Tesouro Estadual e os outros 50% são destinados aos municípios.

Concluindo

Não deixe para última hora. Entender como funciona o pagamento do IPVA pode te livrar de dores de cabeça no futuro. Procure sempre andar em dia com a documentação do seu veículo e, em caso de dúvidas, clique aqui e entre em contato com o Despachante Marcelino.

Gostou das nossas dicas? Então, não deixe de compartilhar com seus amigos em suas redes sociais. Até a próxima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem? Como podemos ajudar? :)
Powered by