Dicas essenciais para comprar carro direto com proprietário

Muitas pessoas buscam trocar de carro ou até mesmo investir em seu primeiro veículo, mas a dúvida é: comprar carro direto com proprietário ou partir para uma loja especializada? É preciso saber algumas coisas antes de optar por adquirir um veículo direto com proprietário, evitando assim cair em ciladas.

Neste tipo de negociação, ambas as partes devem tomar alguns cuidados para que a transferência do carro ocorra sem maiores complicações. A seguir, vamos falar sobre como é comprar carro direto com proprietário e algumas observações sobre a operação para que nenhuma parte saia prejudicada do negócio.

Ausência de garantias

A maior desvantagem em comprar carro direto com proprietário é a ausência de garantias. Já a compra com uma pessoa jurídica, como uma revendedora autorizada, o consumidor tem, no mínimo, 90 dias de garantia de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. De diferente modo, na compra particular essa garantia não é obrigatória, uma vez que este tipo de negociação não tem nenhum respaldo do código de defesa do consumidor, ou seja, no caso de algum problema, você estará sozinho – a não ser que provado que o proprietário anterior maquiou ou sabia e não informou de algum problema.

Já no caso de compra com lojista, o mesmo é obrigado a dar assistência técnica caso o carro apresente algum problema.

Leia também: Baixa definitiva: como funciona e como fazer a do seu carro

Os valores nas lojas podem ser mais elevados, porém não é regra

Mesmo sabendo que as vantagens em comprar carro direto com proprietário são menores, esse tipo de negociação não deixa de existir, sabe porquê? Porque os carros vendidos por pessoa física geralmente são mais baratos, pois o dono do carro não tem custos administrativos, aluguel, garantia, salários a pagar e outras despesas.

Ou seja, se por um lado a compra de uma pessoa física envolve mais riscos, por outro lado, ovalor do carro costuma ser mais atrativo.

 

Quais cuidados tomar ao comprar carro direto com proprietário?

Primeiro, você precisa avaliar se o negócio está valendo a pena, ou seja, se o valor que o proprietário está pedindo pelo veículo está inferior aos valores praticados pelo mercado. Uma boa maneira de conferir isto é consultando a Tabela Fipe de veículos usados.

Se o preço da venda particular compensar, é necessário fazer algumas checagens. Primeiro, verifique se o carro não tem pendências nos órgãos de trânsito competentes. No site do Detran, é possível checar se a placa do carro é verdadeira, se o carro é roubado e se não há pendências, como multas a pagar. Você também pode contar com a ajuda de um despachante para esse trabalho.Além de fazer a consulta no Detran, é importante checar o número do chassi, dos vidros e da placa e conferir se são os mesmos que estão no documento.

Após toda essa checagem, você deve analisar as condições físicas do carro. Em alguns acidentes mais graves, o Detran determinada que seja feita uma alteração no documento do carro, grafando a palavra “sinistrado”, porém, nem sempre isso acontece. Por isso, o ideal é você realizar este procedimento por conta própria, analisando a pintura do carro (quando ele estiver limpo e seco) e ondulações na lataria – ou levar o carro a um mecânico de confiança.

Leia também: Licenciamento de veículos: tudo o que você precisa saber

Quando você estiver em algum iluminado, observe as diferenças na pintura, elas podem denunciar acidentes passados. É importante também observar se existem assimetrias entre as portas, os para-choques e o teto, que podem ser outras indicações de colisão, além de dar apalpar com os dedos ou tocar uma caneta na lataria para verificar se o barulho é diferente em algum ponto, o que também pode sinalizar a colocação de massa e de avarias.

Se o carro passou por uma enchente, por exemplo, é possível identificar barro e impurezas que agarram em lugares menos expostos. Se o estofamento do carro possuir manchas ou apresentar muitos danos, fique atento.E para checar outros problemas do carro, que sejam ou não decorrentes de acidentes ou enchentes, a dica é realizar um test drive de longa duração. Peça ao vendedor para ficar com o carro durante um ou dois dias e leve-o a um mecânico de confiança que possa avaliar seu estado de conservação.

Comprar carro direto do proprietário: documentação

Agora decidiu comprar seu carro direto com proprietário, chegou a hora de se preocupar com a documentação. Afinal, você sabe qual os documentos necessários para efetuar a compra e venda entre pessoas físicas? Confira:

Primeiro você deve assinar a Autorização para Transferência de Propriedade de Veículo (ATPV), que fica no verso do Certificado de Registro de Veículo (CRV). Este documento é recebido pelo proprietário ao comprar o carro novo e é aquele que as concessionárias costumam orientar que fique guardado em casa. Algumas pessoas também chamam o CRV de DUT, sigla para Documento Único para Transferência.

Após receber o valor acordado, o vendedor deve preencher os dados do verso do CRV e em seguida reconhecer a firma em cartório. Não esqueça de tirar uma cópia autenticada do CRV, pois se o novo dono não fizer a transferência do carro, e o vendedor receber multas e notificações após a venda, com a cópia autenticada ele pode comprovar que o carro foi vendido.

Depois, encaminhe ao Detran do seu estado, imediatamente, uma cópia autenticada do comprovante de transferência de propriedade assinado e datado, informa o Departamento Nacional de Trânsito (Detran). A comunicação de venda é exigida por lei e está no artigo 134 do Código de Trânsito Brasileiro.

É de responsabilidade do comprador efetuar os procedimentos para transferir a propriedade do veículo para o seu nome. De acordo com o Detran, já com o CRV preenchido e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) em mãos, o comprador deverá comparecer ao Detran para realizar o procedimento de transferência.

Agora, uma dica importante, para evitar que você esqueça algum procedimento com a documentação, ou para ficar mais tranquilo e seguro sobre a compra, você pode contar com um despachante, que fará todo esse trabalho para você. Aliás, você pode falar com a gente por este link! Oferecemos diversos serviços, como transferência de propriedade e regularização de documentos em até 10 vezes no cartão.

E não esqueça: compartilhe esse post nas redes sociais pra mais gente fazer uma compra segura direto com o proprietário. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá, tudo bem? Como podemos ajudar? :)
Powered by